Nas Bancas à 4ª feira
Facebook
 

Edição:

| Ano |

Error parsing XSLT file: \xslt\NTS_XSLT_Menu_Principal.xslt

24 de outubro de 2018

EM VILA VELHA DE RÓDÃO
António Costa inaugura Roclayer

O Primeiro Ministro, António Costa, e o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, deslocarem-se esta terça-feira, 23 de outubro a Vila Velha de Ródão, para participarem na cerimónia de inauguração da Roclayer – Plastificadora do Ródão, S.A., instalada no Parque Industrial de Vila Velha de Ródão.
A cerimónia de inauguração desta nova unidade industrial contou com as intervenções do presidente da Câmara de Vila Velha de Ródão, Luís Pereira, e do administrador da Roclayer, Simão Rocha.
A Roclayer – Plastificadora do Ródão é uma unidade industrial que se dedica à produção de soluções protetoras para a conceção de embalagens e complexos revestidos. A empresa produz compostos especiais, essencialmente tendo por base o papel e outras matérias renováveis, revestidos por extrusão, que visam criar a proteção e barreira necessária para garantir a qualidade dos produtos embalados, assim como dos processos e fins industriais a que se destinam.
Em síntese, trata-se do desenvolvimento de soluções especiais para o tratamento e impressão de compostos de papel, de modo a torná-los mais resistentes e a poderem ser usados pela indústria papeleira, alimentar e das embalagens. A segurança alimentar ou de qualquer outro produto embalado pelos compostos que produz é uma das preocupações da Roclayer, cujo foco é o desenvolvimento de soluções renováveis e inteligentes, focadas nas necessidades dos clientes.
Tratam-se de produtos que, embora não venham substituir o plástico, contribuem significativamente para a redução da sua utilização ao dar ao papel o efeito barreira, que por si só não tem e é necessário para proteger o produto que embala ou ao fim a que se destina. Para a Roclayer, o problema não está no plástico, mas na educação das populações.
Para criar estes produtos, a empresa apostou na criação de uma unidade produtiva de vanguarda, com sistemas automatizados e recurso a tecnologias da informação e comunicação, onde se destacam uma linha de extrusão com possibilidade de produção de complexos com incorporação de polímeros e bio-polímeros (papel, cartão, filmes, rede, alumínio), uma bobinadora de grandes formatos, uma impressora flexográfica com oito corpos de impressão, uma rebobinadora para filmes e complexos de pequenos e médios formatos e uma cortadora de papéis equipada para poder responder a todo o tipo de formatos no mercado.
Estes equipamentos eficientes e ecológicos estão ao nível dos melhores do Mundo e assentam nos conceitos da indústria 4.0. Trata-se de uma fábrica inteligente, onde a digitalização permitiu a completa integração de processos, sistemas e tecnologias, criando uma rede de ligações ao longo de toda a cadeia de valor, que se controlam entre si de forma autónoma.
Para reduzir ao máximo o impacto ambiental, a Roclayer implementou um conjunto de medidas que passam pela adoção de soluções construtivas com baixo impacto ambiental, pela aquisição de máquinas e equipamentos com consumos eficientes ou pela instalação de painéis fotovoltaicos para autoconsumo.
A opção por Vila Velha de Ródão como local para a instalação da fábrica prende-se com facto de, mais do que interioridade, se tratar de uma região que representa centralidade.
Situada numa zona central da Península Ibérica, mercado base da Roclayer trata-se também de uma localização estratégica para chegar ao Norte de África, ao Reino Unido e sair para a restante Europa, sem perder de vista o eixo transatlântico.
A nova unidade fabril representa um investimento inicial de cerca 25 milhões de euros e prevê a criação de 40 postos de trabalho diretos.
A empresa contou com o apoio da Câmara de Vila Velha de Ródão, que lhe cedeu 10,6 hectares de terreno para a instalação da fábrica.

24/10/2018
 

Outros Artigos

Em Agenda

 
28/07 a 31/12
Rico SequeiraMuseu dos Têxteis – Mutex, Cebolais de Cima
13/10 a 30/12
NarrativasCasa Amarela, Largo da Sé, Castelo Branco
23/10 a 31/03
Mesa dos Sonhos: Duas Coleções de Arte Contemporânea Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco
tituloNoticia
24/10 a 31/12
Mário CostaCentro Artístico Albicastrense (CAA), Castelo Branco
tituloNoticia
18/11 a 14/01
Coleção de AfetosMuseu do Canteiro, Alcains
01/12 a 27/01
Desporto Motorizado em Castelo Branco pré-1964Sala da Nora do Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco

Visite Castelo Branco

Video

Castelo Branco nos Açores

Video