Nas Bancas à 4ª feira
Facebook
 

Edição:

| Ano |

Error parsing XSLT file: \xslt\NTS_XSLT_Menu_Principal.xslt

24 de julho de 2019

TRANSPORTE DE PRODUTOS ALIMENTARES
Maior túnel de ensaios da Europa inaugurado na cidade

O maior túnel da Europa para ensaios de produtos alimentares foi inaugurado na passada sexta-feira, 19 de julho, nas instalações do Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ), instalado na zona industrial da cidade.
Uma inauguração que para além do presidente do ISQ, Pedro Matias, e do presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, contou com uma grande comitiva governamental liderada pelo ministro Ajunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, acompanhado pelos secretários de Estado da Economia, do Turismo, da Defesa do Consumidor e da Valorização do Interior, João Coreia Neves, Ana Mendes Godinho, João Torres e João Paulo Catarino, respetivamente.
Na cerimónia, Pedro Siza Vieira começou por se focar “no crescimento da economia nacional” e na “valorização do que produzimos”, para referir que “não poderíamos ter uma indústria de equipamentos para parques eólicos se não tivéssemos em Portugal a capacidade de engenharia e de testes que este equipamento demonstra. Estamos aqui a falar de um túnel termodinâmico para a indústria alimentar, que cada vez tem um peso mais significativo na nossa economia” e acrescentou que “o agroalimentar tem permitido, cada vez mais, aumentar as exportações e substituir importações”.
Por isso Pedro Siza Vieira garantiu estar “muito satisfeito, sobretudo por acontecer aqui, em Castelo Branco” e concluiu que “este equipamento é um símbolo de valorização do Interior”.
Por seu lado, Pedro Matias afirmou que “hoje é, obviamente, um dia especial para o ISQ”.
Depois de destacar que “acreditamos em Castelo Branco e gostamos de estar em Castelo Branco. Estamos no Interior do País e gostamos de estar aqui”, sublinhou que “a mais de 200 quilómetros de distância de Lisboa, a capital do País e onde tantas vezes se concentram muitas das atividades económicas e empresariais, nada impediu a instalação aqui, em, Castelo Branco. E o que temos aqui é uma infraestrutura da maior importância. Daqui trabalhamos para o Mundo. Para a Agência Espacial Europeia (ESA), para a SAFRAN, para a Thales Alenia, para o Ariane Group, para o Grupo Volkswagen, para a Carrier, para a Thermo King e tantas outras marcas internacionais de referência”.
Focado no novo túnel, Pedro Matias, realçou que “o ISQ decidiu construir um novo túnel de ensaios com capacidade para ensaiar dois semirreboques TIR em simultâneo, o que vai permitir duplicar a nossa capacidade de resposta”. O túnel consiste num compartimento gigante onde é possível colocar, ao mesmo tempo, dois camiões TIR e efetuar, durante vários dias, todos os testes necessários para garantir que os alimentos viajam em condições regulamentares e de segurança. Para a realização dos testes de alto rendimento, o ISQ criou, assim, um Laboratório específico para ensaios termodinãmicos (LABET), em Castelo Branco, sendo uma entidade acreditada para efetuar ensaios e certificações ATP, garantindo a preservação da qualidade dos produtos alimentares, congelados ou ultracongelados, durante o seu transporte.
Pedro Matias avançou que “temos de garantir que se um determinado produto tem de viajar a uma temperatura estabilizada de, por exemplo, menos cinco isso acontece em todo o percurso estejam 40 graus de calor no Alentejo ou menos 30 de frio nos Pirenéus”.
Com base nisso foi recordado que em Castelo Branco o ISQ faz muitos testes para grandes construtores internacionais, caso da Carrier e Thermo King, trabalhando para países como Coreia do Sul, Alemanha, França, Espanha, Itália, Irlanda do Norte ou mesmo China, através de software próprio que desenvolveu para estes ensaios.
O presidente do ISQ garante que “esta é uma área da maior importância para a competitividade do País e o ISQ já investiu nesta área mais de três milhões de euros e conta com uma equipa técnica altamente experiente e qualificada”.
Por outro lado, o ISQ desenvolveu uma inovadora aplicação de software que permite às autoridades, através da simples leitura de um QR-Code, que é impresso no certificado internacional, detetar, de imediato, se o certificado é verdadeiro ou falso, através de qualquer smartphone.
Uma área em relação à qual Pedro Matias refere que “podem sempre existir no mercado certificados falsos ou falsificados e esta App permite que qualquer autoridade, seja a Guarda Nacional Republicana (GNR), a Polícia de Segurança Pública (PSP), a Autoridade de Segurança Alimentar ou Económica (ASAE), ou outra, saiba, em segundos, se está perante um certificado verdadeiro. O que queremos é garantir a segurança dos alimentos e que os mesmos cheguem em condições aos consumidores finais”. Matéria em que acrescentou ainda que “as grandes transportadoras nacionais querem estar completamente legalizadas e cumprir todas as regras e esta nova infraestrutura vem dar resposta a isso. Por outro lado, as autoridade policiais estão também cada vez mais atentas a estas questões e fiscalizam fortemente este tipo de transporte”.
A par da inauguração do novo túnel, Pedro Matias sublinhou que “este Laboratório é apenas um pequeno passo de uma estratégia maior, pois queremos ser reconhecidos como um laboratório de ensaios especiais de excelência na Europa. Neste Laboratório fazemos ensaios da maior relevância para a indústria aeroespacial, para a indústria aeronáutica, para os grandes construtores automóvel ou fabricantes de componentes, ou, ainda, empresas internacionais de energias renováveis. Aqui fazemos, literalmente, a validação de componentes que integram as próximas gerações de veículos, de aviões ou até naves espaciais”.
Como exemplos, mostrou à comitiva os ensaios da asa do novo avião da Embraer, o testes de reentrada na atmosfera para a Agência Espacial Europeia, do veículo espacial IXV e o primeiro protótipo da cápsula que irá a Marte recolher amostras do solo, “um projeto inovador feito a pedido da Agência Espacial Europeia que desenvolvemos com a Amorim Cork Solutions, o Pólo de Engenharia dos Polímeros e a Crtival Materials”.
Foi ainda possível ficar a conhecer o projeto Grow to Green, que está a ser desenvolvido em Castelo Branco, apoiado no laboratório de eficiência energética do ISQ, contando com a participação de uma equipa técnica multidisciplinar que incluiu agrónomos e biólogos, sendo que a Grow to Green prevê que a prazo esta tecnologia venha a permitir produzir vegetais de elevado valor acrescentado no mercado europeu.
Neste projeto os vegetais são produzidos em câmaras isoladas, com luz artificial, sendo apenas alimentadas por águia enriquecida com nutrientes, sendo que, no final, se tem vegetais com zero por cento de pesticidas e de contaminação.
António Tavares

24/07/2019
 

Outros Artigos

Em Agenda

 
19/07 a 19/10
Workshops de fotografiaMuseu dos Têxteis – MUTEX, Cebolais de Cima
08/09 a 10/11
CumplicidadesCasa Amarela – Galeria Municipal, Castelo Branco
07/09 a 29/09
O Meu Mundo de FantasiaSala da Nora do Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco
tituloNoticia
11/09 a 26/09
Formação do UtilizadorBiblioteca Municipal de Penamacor

Visite Castelo Branco

Video

Castelo Branco nos Açores

Video