Nas Bancas à 4ª feira
Facebook
 

Edição:

| Ano |

Error parsing XSLT file: \xslt\NTS_XSLT_Menu_Principal.xslt

4 de dezembro de 2019

Editorial

Chegamos ao mês de dezembro e os aromas, sabores e animação associados ao Natal já se fazem sentir.
Com a chegada do Advento os preparativos para a chegada do Menino Jesus, e claro está, do Pai Natal, estão a entrar em velocidade de cruzeiro, até se chegar aos dois grandes dias da família que são o dia 24 de dezembro, com a noite da consoada e os madeiros típicos do Interior do País, e, obviamente, o dia 25 de dezembro, dia de Natal.
As ruas já ganharam outra cor, com as iluminações alusivas à quadra natalícia, com milhares de luzes a abrilhantarem e, também, como que a aquecerem as noites frias características desta época do ano. As mesmas luzes, que, até certo ponto, poderão ser associadas à Estrela de Belém, que guiou os três reis magos.
Com tudo isto, também já começou a corrida às compras, à procura das prendas que na noite de Natal haverão de chegar aos sapatinhos, para alegria de todos, mas, principalmente, dos mais novos, envoltos em toda a magia e encanto do Natal.
Mas não é só nas ruas que se verificam as transformações, também nas casas elas já chegaram. Em muitas delas, seguindo a tradição, com a montagem do presépio e do pinheiro de Natal.
E por falar em transformações, também já é notória aquela que afeta as próprias pessoas. É que, com a aproximação do Natal, como que por um passe de magia, as pessoas dão, nem que seja apenas por uns dias, sentido à palavra simpatia. E, por aí, é caso para ter em atenção que se o “Natal é quando o Homem quer”, que o seja todos os dias do ano.

04/12/2019
 

Outros Artigos

Em Agenda

 
24/12 a 31/01
Descortiçar – A AmadiaMuseu Municipal de Penamacor
10/01 a 23/02
EncantalCasa Amarela, Castelo Branco

Gala Troféu Gazeta Atletismo 2018

Castelo Branco nos Açores

Video