Nas Bancas à 4ª feira
Facebook
 

Edição:

| Ano |

Error parsing XSLT file: \xslt\NTS_XSLT_Menu_Principal.xslt

Edição nº 1648 - 22 de julho de 2020

António Tavares
Editorial

O verão chegou e estamos já para lá de meados do mês de julho que, para muitos Portugueses, a par de agosto, é um dos meses de eleição para férias. Um período de descanso mais que merecido depois de um ano de trabalho, mas que, em 2020, tem as contas baralhadas, devido à pandemia de COVID-19. Sim esse malfadado coronavírus que teima em nos acompanhar no dia a dia, embora o nosso desejo fosse já não ouvir falar dele, por ter desaparecido ou por já haver uma vacina para o combater.
Mas a realidade é aquela que temos e, infelizmente, o COVID-19, em termos de férias é mesmo um problema. Desde logo para aqueles que perderam rendimentos ou mesmo o emprego, não tendo disponibilidade financeira para pensar em viagens de férias. Mas é um problema também para aqueles que continuam a poder gozar férias, por exemplo, à beira mar. Tudo, porque o novo coronavírus anda, e andará aí, e pensar em ir para locais mais ou menos distantes, em contacto com pessoas desconhecidas, é um panorama que faz com que muitos pensem duas vezes e decidam ficar em casa. Para os que arriscam mesmo assim ir, as férias também serão diferentes, devido às limitações existentes.
Por isso, mais do que nunca as praias fluviais, em que o Distrito de Castelo Branco é rico, são uma alternativa, mesmo aqui à mão. Mas não só para quem cá vive, uma vez que as praias fluviais do Interior, devido à sua beleza e qualidade, bem como ao facto do Interior, até agora, ser um porto seguro, no que respeita à transmissão de COVID-19, constituem uma alternativa e estão a se descobertas por muitos oriundos de outras zonas do País.
Boas férias, com saúde.

22/07/2020
 

Outros Artigos

Em Agenda

 
19/09 a 02/11
De se lhe tirar o chapéuMuseu do Canteiro, Alcains

Gala Troféu Gazeta Atletismo 2018

Castelo Branco nos Açores

Video