Nas Bancas à 4ª feira
Facebook
 

Edição:

| Ano |

Error parsing XSLT file: \xslt\NTS_XSLT_Menu_Principal.xslt

Em agenda

Escape
03/05 a 16/06

Escape é a exposição da autoria de Sandra Birman que está patente na galeria Castra Leuca Arte Contemporânea, na Rua de Santa Maria, em Castelo Branco, a partir da próxima sexta-feira, 3 de maio. Na mostra, que pode ser visitada até 16 de junho, Sandra Birman apresenta um trabalho que surgiu num processo de luto. A partir de recortes de tapeçarias gobelin herdadas da mãe, a artista brasileira que vive em Lisboa criou as obras.
Designer gráfica por formação e com uma carreira bem-sucedida na criação de logomarcas para empresas e já a meio do seu percurso como artista plástica, Sandra Birman quis experimentar o olhar do outro lado do espelho ao ingressar, em 2022, na pós-graduação em Curadoria de Arte, na Universidade Nova de Lisboa. Foi nas aulas do curso que conheceu César Correia, um engenheiro de formação que, depois da pandemia decidiu abandonar a carreira em gestão e marketing para dar vazão à paixão pelas artes. César Correia é o dono da Castra Leuca, a primeira galeria privada de Arte Contemporânea do Interior de Portugal.
César Correia, que é natural de Benquerenças, recorda que “durante o curso, ficamos amigos e tive a oportunidade e o prazer de começar a conhecer o trabalho da Sandra. Ainda antes de ter terminado a pós-graduação, eu já tinha proposto à Sandra fazer uma exposição na minha futura galeria”.
Nas conversas para oficializar o projeto de trazer a exposição de Sandra Birman à galeria de César Correia, inaugurada em março deste ano, os amigos tiveram uma alegre surpresa. Quanto mais a artista partilhava pormenores sobre o seu trabalho, mais o galerista descobrira a sinergia entre as obras de Sandra Birman com os bordados de Castelo Branco, o Jardim do Paço Episcopal e com a cidade de uma forma geral.
“Convidei a Sandra para vir conhecer Castelo Branco e foi muito agradável ver o encantamento e a ligação que sentiu e todos os diálogos que se podem construir entre a cidade e o seu trabalho. Foi um dia mágico e quente, apesar do frio que se fazia sentir”, recorda César Correia, que acrescenatq que “as tapeçarias recortadas e as novas paisagens construídas pela Sandra, no diálogo com os Bordados de Castelo Branco, e os buracos negros em ligação com o Jardim do Paço Episcopal e os seus labirintos feitos com os arbustos, transportam-me para as memórias da minha infância, que são um escape para as minhas memórias de menino, que brincou e correu naquele jardim de forma livre e despreocupada”.
Paralelamente à exposição, Sandra Birman fará uma visita guiada aberta ao público, a 16 de maio, e a 25 de maio, dinamizará uma oficina sobre colagens.

 

Em Agenda

 
23/03 a 26/05
No Fundo do PratoMuseu do Canteiro, Alcains
11/04 a 02/06
Murais Artísticos de abril Centro Cultural Raiano, Idanha-a-Nova
01/05 a 26/05
Por Nós...Ressuscitou!Galeria Municipal do Pavilhão Multiusos de Oleiros
01/05 a 31/10
50 anos de abril: em cada rosto igualdadeMuseu Municipal de Penamacor
03/05 a 16/06
EscapeGaleria Castra Leuca Arte Contemporânea, Castelo Branco
01/05 a 31/05
O SapateiroJunta de Freguesia de Oleiros - Amieira
12/04 a 30/06
Memória de abril - 50 Anos DepoisCasa de Artes e Cultura do Tejo, Vila Velha de Ródão
15/05 a 23/06
Percursos, Retrospetiva de António CarmoCentro Cultural Raiano, Idanha-a-Nova

Gala Troféu Gazeta Atletismo 2022

Castelo Branco nos Açores

Video